Exames
Consulte informações sobre os seus exames
20 de novembro de 2017
Química seca
Química Seca: tecnologia para exames mais precisos
7 de fevereiro de 2018

Intoxicação alimentar: quais alimentos são mais perigosos

Intoxicação alimentar

O renomado advogado Marler Clark é especialista em processos envolvendo intoxicação alimentar. Da experiência obtida com anos de processos judiciais neste assunto, ele elaborou uma lista com os alimentos que nunca consome:

Brotos crus

É recomendável que crianças, idosos, gestantes e pessoas com baixa imunidade não consumam qualquer tipo de broto cru (incluindo alfafa, trevos, rabanete). Para poder consumir estes alimentos é necessário cozinhá-los, pois isso mata eventuais bactérias.

Frutas pré-cortadas

Consumir frutas pré-cortadas pode parecer uma opção prática e saudável, mas é mais seguro quando você as prepara. A recomendação é consumir as frutas inteiras e bem lavadas, afinal, você está consumindo alimentos sem saber se eles foram higienizados corretamente.

Ovos crus

A recomendação dos especialistas é a de sempre manter os ovos refrigerados até o momento do preparo. Cozinhar os seus próprios ovos também ajuda a diminuir as chances de contaminação.

Leite e sucos não pasteurizados

O consumo de leites e sucos naturais têm aumentado.  A pasteurização é um procedimento de segurança recomendado para eliminação de parasitas, bactérias e vírus.

Carne mal passada

É recomendável que a carne seja consumida ao ponto ou bem passada. Carnes moídas, como as de hambúrgueres e bolinhos de carne, devem ser preparadas com ainda mais cuidado, já que o interior leva mais tempo para cozinhar e eliminar as bactérias. O FDA recomenda cozinhar a carne vermelha em 71º C para manter a segurança.

Ostras cruas

Estes moluscos possuem um filtro que se alimenta de praticamente tudo o que há na água. Quando alguém ingere uma ostra crua está também ingerindo todas as bactérias que ela contém. O indicado é consumi-las completamente cozidas.

As dicas de Clark são valiosas para o consumo de alimentos de forma segura em casa ou mesmo para empresas que trabalham com alimentos.

O Hemos realiza exames de investigação de intoxicação alimentar por vírus, bactérias e parasitas. Consulte o seu médico.

 

Fonte:

http://www.healthyway.com/content/this-food-poisoning-expert-revealed-the-6-things-he-refuses-to-eat

Intoxicação alimentar