Horário de atendimento no feriado do Dia de Finados
31 de outubro de 2018
Horário de atendimento no feriado de Proclamação da República
13 de novembro de 2018

Hemos discute Lei Geral de Proteção de Dados com equipe

proteção de dados

No dia 30 de outubro, o Hemos reuniu lideranças do Laboratório para esclarecer e discutir a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), aprovada em agosto deste ano. O evento faz parte do calendário do Programa de Educação e Treinamento continuado, centrado na importância da ética profissional. Durante o encontro foram reforçadas as ações já realizadas pelo Hemos em conformidade a esta Lei e discutidas medidas futuras.

A nova Lei Geral de Proteção de Dados dispõe sobre o tratamento de dados armazenados, especialmente nos meios digitais. O prazo para todas as empresas e órgãos públicos se adequarem se encerra em fevereiro de 2020. Esta legislação reforça o conceito de que as empresas não são donas dos dados sob sua guarda, que pertencem, portanto, aos indivíduos detentores de tais dados.

Conforme a LGPD, a coleta dos dados deve ter consentimento livre, informado e inequívoco dos titulares dos dados. Ou seja, qualquer empresa ou órgão público só poderá coletar dados com o expresso conhecimento e autorização de cada indivíduo. Os titulares dos dados também passam a ter direito à portabilidade de suas informações, podendo solicitar que seu histórico seja mostrado a eles, completamente apagado ou transferido. A Lei prevê penalidades significativas em caso de descumprimento.

Ações de proteção de dados já tomadas pelo Hemos

Mesmo com o prazo para aplicação da Lei até fevereiro de 2020, o Hemos já adota algumas medidas que estão em conformidade com as novas regras. São elas:

– Treinamento continuado anual sobre ética profissional;

– Políticas e treinamentos do Código de Conduta e Ética;

– Todos os colaboradores assinam o Termo de Sigilo e Confidencialidade dos dados dos clientes e da empresa;

– Os servidores remotos do sistema de informações utilizado pelo Laboratório estão em ambiente seguro;

– Existência de perfis de acesso personalizados no sistema de informações e nos servidores internos;

– Utilização de antivírus nos equipamentos;

– Política do Laboratório em não utilizar o celular ou o e-mail de clientes e médicos para publicidade.

O Hemos possui um compromisso constante com a segurança não apenas na realização dos exames, mas também no armazenamento das informações de seus clientes. A revisão de alguns procedimentos e o investimento em tecnologia de proteção digital vai ao encontro não apenas da nova legislação, mas dos princípios éticos que norteiam o Laboratório.

Saiba mais sobre a gestão de documentos e equipamentos do Hemos

proteção de dados